sábado, 16 de fevereiro de 2013

Os Jingles Mais Marcantes




Lojas Marabraz
Houve uma época que eu simplesmente não aguentava mais aqueles comerciais da Marabraz com Zezé Di Camargo & Luciano cantando “Lojas Marabraz, preço menor, ninguém faz”. A vontade que eu tinha era de tacar um tijolo na televisão. Mas o fato é que o refrão pegou e a Marabraz cresceu, e um monte de gente ainda tem os brindes da loja com a foto da dupla sertanoja.



Dolly Guaraná “Dolly, Dolly guaraná Dolly (o melhooooor). Sabor brasileiroooo.” O mais chato de todos, que fica mesmo na cabeça.

Skol Rock Eu gostava muito desse comercial com os velhinhos gritando: “Skol desce muito mais…. [PÁ!!!] REDONDOOOO” Acho que a gente cantou isso umas 2536458 vezes na escola (estava na quinta série na época). Ano passado eu vi que fizeram um remake durante a Copa. Os velhinhos já estão no asilo, mas continuam curtindo uma Skol.


Bamerindus “O tempo passa, o tempo voa, e a poupança Bamerindus continua numa boa…” só que ao contrário, já que nem existe mais. Mas você cantava esse jingle que eu sei!


Johnson’s Baby Shampoo Ganha no quesito fofura e música marota. Aliás, esse Hélio Ziskind é bom nesse negócio de música pra criança. Sou fã desde que ouvi as musicas daquele ratinho azul no Castelo Rá-Tim-Bum (significa: desde sempre). “Gostoso… pra chuchu chuá chuá! uh-uh! Lavar a cabeleira com o Johnson’s Baby Shampoooooooo-aaaah!”


Pipoca & Guaraná Melhor jingle, estilão Doo Wop. Todo mundo vê pipoca e lembra de Guaraná Antartica. As meninas brincam de bater palmas cantando Pipoca e Guaraná. Esse jingle é eterno. “Eu quero ver pipoca pular, pular… sou louca por pipoca e guaraná.”