quarta-feira, 16 de março de 2016

Produtos feitos com sêmen humano




Não, a gente não está enganado, se é isso que você está pensando. Realmente tem um doido por aí que lançou uma coletânea de receitas contendo guloseimas, pratos principais e até mesmo drinks feitos com sêmen humano.

Produtos feitos com sêmem humano

E nem adianta fazer cara feia! As fotos dos livros, como você vai ver, são bonitas e mostram pratos e bebidas requintados, possíveis até de dar água na boca… pelo menos se você não soubesse do que se trata o ingrediente surpresa de todas essas receitas.
Aliás, para não deixar dúvidas da veracidade do caso, as publicações que trazem todas essas loucuras são “Natural Harvest: A Collection of Semen-Based Recipes” (Colheita natural: Uma coletânea de receitas com sêmen) e “Semenology – The Semen Bartender’s Handbook”.
Produtos feitos com sêmem humano
Ambos os volumes foram escritos pelo enfermeiro americano Paul Photenhauer. Segundo ele, a ideia de testar esse fluído corporal masculino na cozinha surgiu depois de uma conversa entre amigos, quando começaram a discutir o que eles faziam com o sêmen depois do orgasmo.
Paul se empolgou tanto com o projeto que já prometeu outro livro de receitas para 2015, focado em sobremesas. Segundo ele, embora o sêmen também combine com comidas salgadas, o sabor do fluído realça melhor com o açúcar.

publicidade

Produtos feitos com sêmem humano Produtos feitos com sêmem humano Produtos feitos com sêmem humano


BÔNUS:

Para os corajosos de plantão, vamos deixar aqui até um presentinho: um coquetel para quem tiver coragem de fazer em casa que, aliás, já é vendida por até 120 reais em alguns estabelecimentos  requintados pelo Brasil. Então, se não tiver nojinho, anota ai:
– 100 ml de amarula;
– 100 ml de cherry brandy;
– 150 ml de gin;
– 3 unidades de Yakult de 65ml;
– Por último mas não menos importante, 1 colher de chá de sêmen humano (recém colhido);
Acrescente gelo picado e misture os ingredientes numa coqueteleira, mexa bem por 5 minutos e sirva em copo longo.

Fonte: Fatos Desconhecidos