segunda-feira, 16 de maio de 2016

O dia que o toureiro se arrependeu de tudo que já fez




A compaixão é uma das emoções humanas mais naturais e puras. No entanto, neste caso, trata-se de compaixão vinda de uma outra espécie. Esta imagem poderosa captou o toureiro Torero Alvaro Munera colapsado em remorsos a meio de uma luta. Ele simplesmente não conseguiu aceitar que tinha de matar o touro. O que espantou todos foi o que se passou de seguida. O Toureiro sentou-se dentro da arena com o touro ainda vivo lá dentro, gravemente ferido pelos golpes que o toureiro lhe infringiu. O touro não só não atacou o toureiro que se encontrava a chorar, mas ainda se aproximou como se tivesse a confirmar que tudo estava bem.
Esta situação inédita e notável marcou o fim da carreira de Munera como um toureiro, que se recusou a partir daí a voltar a entrar numa praça de touros, e transformou-o num oponente ávido de touradas.




publicidade