terça-feira, 14 de março de 2017

Como eram os padrões de beleza antigamente?




Beleza não é algo definido, é um conceito. Depende da época e do lugar onde uma pessoa vive ou viveu. Cada período da nossa história mostrou ideias diferentes do que se define a beleza. Você pode se surpreender com coisas que seus ancestrais achavam belo e que hoje são consideradas feias pelos padrões da nosso tempo.
Você gosta de ficar bronzeada todo o verão? Isso teria sido brega durante a maior parte da história humana. Se você pudesse dar ao luxo de não estar trabalhando nos campos e evitar bronzeados que remetia a trabalhadores rurais, isso era o padrão. Quanto mais pálida, melhor.
E se a mulher não pudesse fazer isso naturalmente, ela fingia que a pele era pálida com maquiagens com metal pesado e venenoso. É daí que o termo “sangue azul” sai para descrever a elite rica. As pessoas queriam ser tão pálidas que você poderia ver as veias de sangue azul (sejam naturais ou pintadas).

Como eram os padrões de beleza antigamente?

Se você estava suando nos campos ou trabalhando em um forno em casa, o banho não era uma coisa que a mulher da época fazia. Isso era exceção em culturas como a Roma antiga, Índia e felizmente no Brasil onde banhos eram sociais e esperados. De resto, o banho era uma atividade sazonal.
Em vez disso, todos se perfumavam para esconder o fedor. Além desses fatores, quanto mais obesa a pessoa fosse, melhor. Em tempos em que a comida era escassa ou difícil de obter (ou seja, toda a história humana com exceção dos últimos 100 anos), ser gordinho significava que você tinha o suficiente para comer e era potencialmente saudável e rico.
O cabelo longo também foi por muito tempo um símbolo de status nas sociedades pré-higiênicas por causa de sua dificuldade de ser mantido em condições de banho limitados. Cuidar de um grande cabelo significava gastar muito tempo e energia que só a elite muitas vezes tinha. E quando as doenças começaram a se espalhar na Europa do século 17, eles não estavam dispostos a desistir da pretensão de cabelos longos e começaram a usar perucas.
Outro fato interessante é que ser loira costumava ser uma característica comum no mundo antigo. Como era uma marca que a pessoa descendia do norte bárbaro, o cabelo loiro era um estigma social, especialmente durante o Império Romano.Vamos mostrar a seguir algumas fotos para ilustrar melhor como era os padrões de beleza femininos da época. Veja a grande diferença com relação aos padrões atuais:

Argélia

Como eram os padrões de beleza antigamente?
Os trajes étnicos era tendência nessa época em que a globalização não afetava todas as regiões do globo.

Comboja

Como eram os padrões de beleza antigamente?
Padrões de beleza atuais como tipo de cabelo, peso e como a mulher se veste eram irrelevantes em comparação a cultura local.

Cigana

Como eram os padrões de beleza antigamente?
A beleza do movimento cigano chama a atenção até hoje e mostra os aspectos de uma cultura livre de influências exteriores.

Filipinas

Como eram os padrões de beleza antigamente?
Todas as fotos evidenciam que a cultura era bastante valorizada. Desde a vestimenta a até os acessórios eram pensados em caráter regional.

França

França
Mesmo as grandes potências do século passado tinham suas especificidades valorizadas no âmbito social.

Inglaterra

inglaterra
Não havia uma preocupação com a erotização do corpo e com aspectos de outras culturas.

Japão

japão
Tradições foram abandonadas a medidas que se foi criando relações sociais, de trabalho e culturais a nível global.

Nepal

Nepal
Atualmente é muito raro de se ver uma cena como a exibida acima.

Romênia

Romênia
O conceito de belo era extremamente relativo e dependia muito do contexto que a sociedade vivia na época.

Rússia

Rússia
Viram leitores? Os padrões de beleza mudam completamente de acordo com cada época, é possível que daqui uns anos, tudo que considerados lindo e belo, seja substituído por novos costumes de uma nova época. Imagine a sua calça jeans no futuro ser alvo de risada? Além disso, o que acharam dos padrão de beleza femininos do início do século?

Fonte: Fatos Desconhecidos