segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Remédios que foram proibidos no Brasil e você continua tomando




Você sabia que no início do ano, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu a venda de alguns medicamentos muito utilizados por nós? A lista abrange 124 lotes de diferentes medicamentos da empresa Brainfarma. A partir daí, nenhum desses medicamentos podem ser distribuídos ou comercializados no Brasil, mas mesmo assim, pode ser que ainda vejamos alguns deles em farmácias, de forma irregular.
Por mais que a venda tenha sido proibida, a Anvisa afirma que o consumo destes medicamentos não é capaz de representar riscos reais à saúde, portanto, não precisa ficar desesperado caso esteja consumindo algum deles, a questão é que houve apenas erros de pesagem e a própria Brainfarma se dispôs a fazer o recolhimento de seus produtos. Ficou curioso? Abaixo listamos 7 desses remédios, confere aí!

1 – Buscopan gotas


Quem é que não conhece o Buscopan, não é mesmo? Temido por muita gente por ter o gosto incrivelmente amargo, o composto em gotas do medicamento vem sendo recolhido das farmácias desde 13 de junho. Utilizados geralmente para combater dores, desconfortos abdominais e cólicas, a produção do medicamento será descontinuada em nosso país por tempo indeterminado, de acordo com o próprio laboratório fabricante, Boehringer Ingelheim.
Segundo o laboratório, o recolhimento se deu devido a “resultados fora de especificação durante estudos de estabilidade”. Outros produtos da linha continuam disponíveis no mercado.

2 – Paracetamol


O paracetamol é constantemente utilizado como analgésico, tratando sintomas como dores de cabeça, musculares, nas costas, dentes, enfim… Na maioria dos casos de dor ele é utilizado, inclusive em casos de febre. Acontece que recentemente, o medicamento foi reprovado em um ensaio de aspecto e teve a distribuição e comercialização proibidas pela Anvisa.

3 – Epocler


O Epocler atualmente é um dos remédios mais consumidos para tratar problemas digestivos, inclusive, depois de ter aquela noite de bebedeira, ele também é usado para combater o excesso de álcool no organismo. Promete também combater enjoos e intolerâncias alimentares. Você ainda vê esse medicamento nas prateleiras?

4 – Dipirona


A dipirona também é um dos medicamentos mais utilizados como analgésicos. Se propõe a curar dores de cabeça e febres que podem ser sintomas de resfriados. Você ainda ingere este medicamento? Bom, acontece que a dipirona sódica também entra na lista dos remédios que foram suspensos temporariamente no Brasil.

5 – Biotônico Fontoura


Este sem dúvida, é um remédio que conhecemos desde crianças. É muito provável que sua mãe já tenha lhe dado algumas colheres do medicamento, com o intuito de estimular seu apetite. Ele tem princípios ativos de sulfato ferroso, ácido de plantas tônicas e ácido fosfórico. Assim como muitos outros, o laboratório responsável pelo medicamento informou que houve um erro no processo de pesagem, e a Anvisa determinou que os lotes deveriam ser suspensos.

6 – Maracugina


Outro famoso medicamento usado para ajudar a manter a pessoa calma. É realmente utilizado como sedativo e ajuda a melhorar o sono. Ele é um medicamento natural indicado para combater o nervosismo, ansiedade, estresse, entre outros problemas relacionados. Você já o utilizou? Bom, pode ser que demore um certo tempo que volte a ter sua distribuição liberada no Brasil.

7 – Amoxicilina


A amoxicilina funciona como antibiótico e é utilizado no combate a bactérias e em infecções mais leves nas vias respiratórias. A compra do medicamento só pode ser feita casa haja prescrição médica, mas é muito conhecido. Acontece que essa não é a primeira vez que o medicamento tem suas vendas suspensas no Brasil.
Em setembro de 2016 a Anvisa acabou recolhendo o medicamento das prateleiras, afirmando que ele não tinha sido aprovado em”estudos de bioequivalência”, o que quer dizer que sua eficácia não podia ser comprovada. Tudo voltou ao normal em dezembro, porém, foi novamente suspensa.

Fonte(s) Viver Bem