segunda-feira, 7 de agosto de 2017

5 sogras que ninguém quer ter




A ideia de que sogras e seus genros e noras quase nunca têm a relação mais cor-de-rosa do mundo já é bastante batida e, para que isso tenha chegado a esse ponto, deve haver algum motivo, não é mesmo? A questão é que esse é um dos tradicionais casos que Freud adoraria explicar — afinal, algumas relações entre mães e seus filhos homens, principalmente, são bastante estreitas e polêmicas, chegando ao ponto de que a mãe, mesmo depois de se tornar sogra, ainda acha que deve tomar cuidado do filho como se ele fosse um recém-nascido.
Esse amor possessivo é algo bastante complicado, difícil mesmo de se resolver. Em alguns casos, ele pode levar a situações completamente fora de controle e bastante doentias, como as que você vai ver nos casos a seguir:

1 – A sogra que mandou um email horroroso à noiva do enteado

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
As grosserias ditas por Carolyn Bourne à noiva de seu enteado foram parar na internet e ficaram conhecidas por todo o mundo. Entre algumas das ofensas que ela resolveu dizer à noiva nas vésperas do casamento, está “é hora de alguém ensinar a você alguma coisa sobre boas maneiras”, por exemplo, seguida de uma linha bastante preconceituosa.
A sogra, que mora em uma casa de US$ 800 mil, humilha a nora, dizendo que sabe que ela e sua família não têm dinheiro e que, se a família da noiva não puder pagar pelo casamento, deve escolher uma cerimônia modesta.
A noiva, chocada com o tom petulante do email, enviou o conteúdo a algumas amigas que, por sua vez, repassaram a mais e mais amigas e, de repente, a mensagem estava estampada em capas de jornais e tinha virado tema de discussão de programas de TV. A cerimônia aconteceu alguns meses depois, e a sogra foi impedida de comparecer.

2 – A sogrona que acompanhou os pombinhos na lua de mel

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
A pessoa casa com o amor da sua vida, aproveita a festança, curte a noite de núpcias e viaja para aproveitar a tão sonhada lua de mel. É óbvio que tudo o que ela não quer na vida é a presença da sogra, por melhor que seja a relação com ela.
Marianna é uma italiana que teve seu momento romântico com o recém-marido completamente arruinado pela presença da sogra, que resolveu viajar junto com os pombinhos. Os dois estavam no aeroporto de Roma quando a mãe do noivo chegou dizendo que viajaria ao lado deles.
A noiva pediu ao marido que ele aconselhasse a mãe a ir embora, mas ele se negou, alegando estar preocupado com a saúde dela. Os três passaram algumas semanas na França, mas, logo depois de voltar à Itália, Marianna pediu o divórcio. Segundo ela, o noivo e a mãe têm “excesso de ligação emocional”. Freud adoraria esse caso!

3 – A sogra que estragou o dia do casamento

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Quando um casal resolve trocar alianças e marcar logo a data da cerimônia, uma das primeiras decisões diz respeito aos convidados do festerê. Essa lista depende de alguns fatores que vão desde afinidades até a verba destinada ao evento. O fato é que tudo é sempre cuidadosamente pensado, e quando a sogra resolve ligar para metade dos convidados e dizer que o casório foi adiado é, no mínimo, uma baita sacanagem.
Esse caso ficou conhecido quando um homem venceu um concurso de uma rádio, cujo tema era algo como “a pior sogra de todos os tempos”. Foi aí que ele contou que sua sogra era completamente contra o casamento e que, sem o consentimento dele ou da noiva, resolveu ligar para todo mundo da família da noiva e dizer que o casório tinha sido cancelado.
Não só ela disse isso aos familiares como justificou o ocorrido com uma história maluca, envolvendo a separação do casal e a prisão (!!!!) do noivo. Os dois nem sonhavam com o plano da sogra e, quando a data tão esperada chegou, apenas os convidados do lado do noivo apareceram. A sogra do mal disse à filha que, se ninguém da família estava lá, era porque ninguém aprovava a união. Que doce de pessoa!

4 – A sogra que se casou com o genro

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
A ideia em si já é completamente perturbadora, e ela só tende a piorar. Tudo começou quando Judah Magarasadza ficou viúvo em 2008. Dois meses depois, a sogra de Judah – ah, que nome propício – foi morar com ele. Não demorou para que o relacionamento dos dois avançasse algumas casas e, em 2010, Judah se casou com Felistus Gopoza, que deixou de ser sogra para se tornar esposa.
A história não teve um final feliz. Judah morreu algum tempo depois e, de acordo com algumas testemunhas, Felistus foi expulsa do velório do então marido. Ninguém da família apoiava o relacionamento dos dois.

5 – A sogra que contratou um atirador para matar a nora

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Aos 70 anos, já avó, Diana Reaves Costarakis resolveu acabar de vez com a vida da nora. Ela não queria sujar as mãos, então decidiu contratar uma pessoa para atirar na mulher de seu filho. O que ela não sabia era que estava negociando com um agente secreto. O homem contou depois que Angela pagaria US$ 5 mil pelo crime, sendo que seria US$ 1,5 mil em dinheiro, e o restante o homem poderia conseguir retirando as joias do corpo da nora, depois de morta.
De acordo com a polícia da Califórnia, a mulher explicou que a esposa do filho era alcoólatra e planejava abandonar a casa e o marido e levar as crianças para o Colorado.
A nora, Angela Costarakis, se defendeu dizendo que nunca planejou sair de casa e que não fazia ideia de que sua sogra estava planejando matá-la. Ela disse inclusive que, três semanas antes do ocorrido, a sogra a havia abraçado e dito algo como “Sou tão feliz por sermos amigas”. Imagina se fossem inimigas!