domingo, 1 de outubro de 2017

Quanto tempo vivem os gatos?


A longevidade de um animal de estimação depende de muitos fatores. Um deles é o cuidado que ele recebe ao longo da vida. Em média, os animais que têm uma casa atingem os 12 anos (há muitas exceções, é claro). No artigo a seguir, respondemos à pergunta de quanto tempo os gatos vivem.

Vida dos gatos

Para que nosso melhor amigo possa viver mais e melhor, devemos cumprir uma série de cuidados e controles. Os gatos domésticos (assim como os cães) envelhecem mais rápido que os humanos. Mas é dito, erroneamente, que cada ano do homem é equivalente a 7 anos de felino. Na verdade, não é assim, mas este cálculo talvez possa nos ajudar a entender o ciclo de suas vidas.

Os especialistas concordam que o envelhecimento do gato é mais rápido nos dois primeiros anos. Assim, as mudanças que ocorrem no animal em seus 24 meses iniciais são superiores às experimentadas nos anos seguintes.
Normalmente, o gato vive mais que o cachorro. Mas tudo depende do cuidado, da comida, da raça, se ele mora na rua, se ele é vacinado, etc. Um gato de rua tem uma expectativa de vida de até 6 anos, e um que sempre esteve em uma casa pode chegar a 12 anos. Existem até casos de gatos que viveram 20 anos.
A longevidade depende do cuidado que o animal recebe. Embora sua personalidade curiosa os leve a se expor a muitos perigos, a verdade é que, com um pouco de vigilância e alguns limites, podemos evitar acidentes que reduzam sua expectativa de vida.

Fatores que influenciam a longevidade do gato

Os perigos são a ordem do dia, se o animal sai na rua ou permanece o dia todo dentro de casa. Entre os fatores que podem influenciar a longevidade do seu gato são:

1. Acidentes

Um gato doméstico é menos exposto a carros ou animais maiores do que os que estão na rua. Nas primeiras “excursões” para o exterior, pode sofrer algum incidente, ser ferido por um veículo, entrar em uma armadilha ou ser atacado por um cachorro.

2. Doenças

A possibilidade de contrair uma doença aumenta à medida que o gato está em contato com o exterior. Quando eles procuram uma gata no cio, as lutas entre machos são comuns, bem como a propagação de vírus e bactérias. As feridas podem se infectar.

3. Obesidade

É também algo que reduz a expectativa de vida do seu gato. Felinos que não saem muito e não se exercitam ou brincam, aumentam consideravelmente de peso. E, como com as pessoas, a obesidade tem muitas consequências prejudiciais: ataques cardíacos, artérias bloqueadas, retenção de líquidos, etc.

4. Falta de cuidados veterinários

Muitos donos de animais não os levam ao consultório médico, nem mesmo uma vez por ano. Com a desculpa de que “ele parece saudável”, o gato não recebe atenção médica e pode reduzir sua qualidade de vida. Algumas doenças não apresentam sintomas visíveis e, quando são detectadas, podem estar muito adiantadas.

Como estender a vida do meu gato?


Embora desejemos que vivam para sempre, os gatos têm uma expectativa de vida que varia de 12 a 15 anos. Para aumentar sua longevidade (há exemplos de gatos que viveram até os 21 anos), devemos prestar muita atenção aos cuidados que lhes dispensamos.
Como primeiro passo, cuide da higiene e da saúde do animal. Alimentos de acordo com suas necessidades, água limpa no bebedouro todos os dias, desparasitação periódica, plano de vacinação completo e remoção de pulgas como parte dos cuidados básicos.
Por outro lado, a castração tem muitas vantagens em animais de estimação, uma vez que evita a transmissão de doenças sexuais e também o contágio de vírus, quando os machos lutam. Uma fêmea castrada elimina ou diminui o risco de tumores uterinos. Nos machos, evita problemas de uretra.
Fonte da imagem principal: El Coleccionista de Instantes Fotografía & Video