terça-feira, 31 de maio de 2016

8 artistas brasileiros que já foram beneficiados pela Lei Rouanet




A Lei Rouanet não é nova, porém está voltando aos holofotes com algumas coisas bizarras envolvendo ela. Para quem não sabe, a lei foi aprovada em 1991 como incentivo a cultura, principalmente de artistas que não tem como dinheiro para colocar seus projetos culturais em prática. E é nessa última afirmação que se encontram as grandes polêmicas.

Antes de entrar nos artistas que foram beneficiados pela lei, vamos explicar resumidamente como ela funciona e para quem ela funciona. O governo abre mão de receber impostos de pessoas e empresas e partir daí, os projetos acontecem. Os artistas mandam o projeto para o governo e cabe ao Ministério da Cultura (MinC) aprovar ou não. Quando finalmente o projeto é aprovado, não se tem certeza que ele será patrocinado. Depois de aprovado, empresas e pessoas podem escolher patrocinar o projeto e com o dinheiro que ela vai patrocinar o projeto, ela recebe descontos na hora de pagar os impostos para o governo. Se tiver mais curiosidade sobre a Lei Rouanet, no próprio site do governo, você pode tem acesso a ela.
Agora que já sabe como funciona a lei, vamos para os artistas que já tiveram projetos aprovados pela lei.

1- Cláudia Leitte

Lei Rouanet
Uma das cantoras mais famosas do Brasil, que até já fez parcerias com artistas internacionais, tem um projeto que foi aprovado pela Lei Rouanet. De acordo com o projeto, ela faria 12 shows em cidades da região Norte, Nordeste e Centro-Oeste e para fazer esses shows, a produtora pediu nada mais nada menos que R$ 5.883.100,00, sim caro leitor, quase 6 milhões de reais. O projeto foi aprovado, mas por conta de alguns escândalos envolvendo o projeto, ela recebeu apenas 1,2 milhões.
A produtora da cantora tinha muitas dividas e algumas das empresas da cantora, teriam criados CNPJs para conseguir “patrocinar” a própria cantora.

2- Peppa Pig

Lei Rouanet
Um espetáculo da porquinha rosa mais famosa do Brasil foi autorizado pelo Ministério da Cultura. Foram autorizados quase 1,8 milhão de reais para que o espetáculo acontecesse e não acredite que esse lindo espetáculo infantil vai ter entrada franca. Cerca de 90% dos ingresso vão ser vendidos.

3- Shrek

Lei Rouanet
Até grandes desenhos estão no meio desses projetos bizarros. O espetáculo Shrek, produzido pela produtora Kabuki Produções Artísticas Ltda, teve o valor aprovado de R$ 17.878.740,00. E não pense que o espetáculo é a melhor coisa do mundo, ele recebeu a menor nota de alguns meios de comunicação. O mais engraçado é que o ingressos eram vendidos incríveis 180 reais.

publicidade

4- Maria Betânia*

Lei Rouanet
O asterisco acima do nome de Maria Betânia pois depois das polêmicas, ela desistiu do projeto. A cantora queria produzir um blog que se chamava “O Mundo Precisa de Poesia” e pediu quase 1,4 milhão de reais para que esse projeto entrasse em atividade. Ela desistiu depois da grande polêmica.

5- Cirque du Soleil

Lei Rouanet
O circo mais famoso do mundo teve seu espetáculo patrocinado, com ajuda dessa lei, pelas empresas Bradesco e Gol. O grande problema é que essas empresas ajudaram na propaganda desse espetáculo e o valor foi bastante alto para trazer esse circo para o Brasil, quase 10 milhões de reais. Além disso ele não era aberto para o público, obviamente, e cada ingresso chegava a custar mais de um salário minimo. Surreal.

6- Luan Santana

Lei Rouanet
Um dos cantores sertanejos mais famosos do Brasil também está no meio desses artistas que poderiam viver sem essa lei. A equipe de Luan Santana pediu 4,1 milhões de reais para realizar uma turnê em todo o Brasil. Será que ele realmente precisa desse dinheiro para fazer show em todo o Brasil, mesmo cobrando o ingresso?

7- Tico Santa Cruz e Detonautas*

Lei Rouanet
A banda pediu mais de 1 milhão de reais para fazer show em 25 cidades do Brasil. Apesar de ter sido aprovada, ele ainda não recebeu nenhuma ajuda.

8- MC Guimé

Lei Rouanet
Mc Guimé pediu um pouco menos que as produtoras e artistas dessa lista. Com o patrocínio de 514 mil reais, ele gravaria um DVD e depois venderia cerca de 80% das copias a preços populares.

Fonte: Ultra Curioso