-->

quarta-feira, 8 de março de 2017

Fotos surpreendentes de animais com Vitiligo


Para aqueles que não sabem, Vitiligo é uma desordem cutânea inofensiva e NÃO contagiosa, caracterizada pela coloração branca que aparece em diferentes partes do corpo. Isso ocorre porque o sistema imunológico do corpo ataca e destrói as células da pele que produzem a melanina (os melanócitos). Com isso, a pele vai perdendo a cor aos poucos.
Aproximadamente 1% da população mundial (quase 50 MILHÕES de pessoas) tem vitiligo. Apesar de a desordem ser muito comum nos seres humanos, ela também pode ocorrer nos animais.
Veja as imagens abaixo e confira por você mesmo. O vitiligo pode acontecer em Cachorros, Gatos, Pássaros, Cobras e até em Girafas!



Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Animais com vitiligo
Vitiligo
Vitiligo é uma doença não-contagiosa na qual ocorre a perda da pigmentação natural da pele. O vitiligo se caracteriza pela redução na quantidade (ou pela desfunção) dos melanócitos, que são células localizadas na pele, responsáveis pela produção da melanina.
O vitiligo pode surgir em qualquer idade, porém é mais comum em duas determinadas faixas etárias: dos 10 a 15 anos, e dos 20 aos 40 anos.
Apesar disso, o estresse físico e/ou emocional, e a ansiedade podem desencadear ou agravar essa condição.
Essa despigmentação (“descoloração”) ocorre geralmente em forma de manchas brancas (chamada hipocromia). Elas podem vir em diversos tamanhos e formatos, com destruição focal ou difusa. Pode ocorrer em qualquer local da pele, inclusive nos olhos.
Os locais mais comuns onde a despigmentação ocorre são: face, mãos e genitais. Os palos localizados nas manchas de vitiligo também se tornam esbranquiçados, que é exatamente o que ocorreu com os animais acima listados.
Além disso, o local afetado pela despigmentação fica bastante sensível ao sol. Isso pode gerar sérias queimaduras solares, caso fique exposto ao sol sem protetor. Isso aumenta o risco do desenvolvimento de um câncer de pele. portanto, é preciso ter muito cuidado com as áreas afetadas.
O vitiligo é um distúrbio crônico, e é importante ressaltar (novamente) que não é contagioso. Muitas pessoas tratam os portadores de vitiligo com certo preconceito, mas isso é desnecessário.
Existem diversos tipos clínicos de vitiligo, cada um com seu próprio prognóstico. Dependendo do caso, pode haver regressão espontânea dessa condição dermatológica, ou a necessidade de um tratamento médico.
O vitiligo pode permanecer em um único local indefinidamente, ou se generalizar pelo corpo.

Tratamento

Existem muitas opções terapêuticas para o vitiligo, como corticosteroides, imunomoduladores, helioterapia e até mesmo enxertos cirúrgicos.
Outro tratamento mais radical é tratar quimicamente a pele para remover todo o pigmento da pessoa, a fim de que a pele fique uniformemente clara. Esse foi o caso do cantor Michael Jackson, que desenvolveu a doença e preferiu deixar todo o corpo “branco” de uma só vez.
No caso dos animais, é necessário um tratamento especial e cuidados extras. A pele, pelo e/ou penas da área afetada se tornam brancos, tornando mais fácil a identificação. Os cuidados com a pele, porém, são os mesmos. É necessário proteger os locais da exposição a luz solar, para evitar queimaduras e o câncer de pele. Idas frequentes ao veterinário são mais indicadas.

Fonte: Ultra Curioso

Portal Vídeo - Compartilhe com os seus amigos!

Portal Vídeo no Facebook!
Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post