quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

5 Delícias que existem por engano




Você presta atenção, pesquisa, busca à fundo, as origens das coisas que você gosta? Nos relacionamentos mesmo, fraternais ou amorosos, é necessário um conhecimento levemente aprofundado para ao menos se ter controle sobre as situações e até mesmo à título de experiência.
Nas coisas que envolvem o nosso alimentar, ocorre simplesmente o mesmo. Você já deve ter ouvido falar bastante da história de produtos como a Coca-Cola, por exemplo, mas sabe com qual intuito ela foi originalmente criada? E que tipos de ‘equívocos’ envolvem esse produto, para que ele seja a representação prática do mundo capitalista (e os seus prazeres)?
Logo abaixo, apresentaremos para vocês os enganos, (ledos enganos), de alguns inventores, que resultaram em coisas que até hoje amamos e temos no nosso dia-a-dia. Confira conosco logo abaixo:

1- Anéis de Cebola

5 Delícias que existem por engano
Gosta dos primos ricos dos “Cebolitos” da Elma Chips? Então esse tópico te interessa. Na década de 1920, um restaurante de Dallas, nos Estados Unidos, ao realizar um dos primeiros serviços de “drive-thru” do mundo, fez brotar esse saboroso produto. Um de seus chefes de cozinha, acidentalmente cometeu o simples erro de deixar cair um anel de cebola em óleo fervente e fez brotar essa delícia instantânea.

2- Nachos

5 Delícias que existem por engano
Arriba muchachos! Gosta de nachos? Ama esse representante vitalício da gastronomia e culinária latina, especificamente do México? Mas você imaginava que ele foi originado na pequena cidade mexicana de Piedras Negras, por um cozinheiro que não tinha tanta experiência assim, mas que não queria perder a possibilidade de ter um negócio com texanos que visitavam o local, acabou juntando chips de milho cobertos com queijo em cubos e bastante pimenta. TCHARAN! Asi me gusta papi

3- Doritos

5 Delícias que existem por engano
Quem já visitou ou conhece um pouco sobre o maior parque temático do mundo, a Disneyland, tem noção de que o melhor lugar para degustar comidas mexicanas lá, é na Frontierland. E no estabelecimento, existia uma subdivisão chamada “Casa de Fritos“, que era operado pela companhia de ‘chips’ Frito Lay. E um dos aperitivos que mais eram comercializados, como exigência dos distribuidores de Frito Lay, eram os chips grandes à base de milho e queijo, que se tornou tão popular que acabou sendo comercializado à partir de 1960, sob o nome de “dorito”, depois virando o que virou… Ou seja, um grande sucesso mundial, apreciado principalmente pelos que vivem de ressaca.

4- Coca-Cola

5 Delícias que existem por engano
Apesar de não ser necessariamente um engano, a bebida mais popular e mais vendida do mundo não foi criada para ser um refrigerante, inicialmente ela foi concebida para fins diferentes.
O Dr. John Pemberton, de Ohio, nos Estados Unidos, que além de farmacêutico foi um tenente-coronel que lutou na guerra-civíl norte-americana, se feriu muito durante o conflito e se tornou viciado em Morfina. Acabou criando a Coca-Cola como uma alternativa para o alívio das suas dores. A receita com caráter medicinal ainda é guardada na matriz da Coca-Cola, como parte de sua fórmula secreta.
O ‘engano’ em questão, é o modo com o qual Pemberton, acabou modificando o intuito com o qual a Coca se tornou utilizável. Para a alegria de vários consumidores da bebida, no mundo todo.

5- Tang

5 Delícias que existem por engano
O Tang foi criado pelo inventor químico William A. Mitchel, no ano de 1957, quando trabalhava na General Foods, que chegou ao mercado mundial em 1959 e passou completamente despercebido. Podemos atribuir ao Tang o baita sucesso, e a existência até hoje nos domicílios das pessoas do mundo inteiro, graças a NASA, que começou a usar os sucos em pó, da marca, à partir de 1962, tendo repetido o hábito em 1965, com o intuito de melhorarem o gosto da água que era produzida para ser consumida nas missões espaciais. Portanto, o “equívoco” em questão, foi para o povo, por não ter feito do Tang um sucesso automático quando lançado, e sim graças à NASA, que posteriormente deu à marca a visibilidade almejada. Thanks NASA!

[FONTE]