terça-feira, 31 de maio de 2016

5 Vezes que a mágica terminou em tragédia


Mágicos nunca revelam seus truques, mas os expectadores esperam que eles saibam o que estão fazendo. Se as coisas não saem como planejado, elas poderiam sair do controle rapidamente.
Esse perigo no mundo da mágica pode ser fatal para amadores e profissionais. Aqui estão 5 pessoas que foram mortas executam tais proezas.
Publicidade

1. CHARLES ROWAN E O CARRO EM ALTA VELOCIDADE.

5 Vezes que a mágica terminou em tragédia
Na magia, a tensão é tudo. Enquanto um performer pode prender sua respiração debaixo d’água, o público está segurando a deles, à espera de sinais de vida do mágico. O sul-africano Charles Rowan gostava de apelar para as emoções do público e fazia um truque muito perigoso:  ele usava uma camisa de força enquanto um carro acelerava em direção a ele em alta velocidade.
Rowan realizou esta façanha várias vezes, mas ele só precisava que a mágica desse errado uma vez. Em 1930, Rowan não conseguiu fugir a tempo e o carro passou por cima do mágico. Antes do acidente, Rowan escreveu uma carta que livrava o condutor do veículo de qualquer culpa.

2. PRINCESA TENKO E AS ESPADAS.

5 Vezes que a mágica terminou em tragédia
Esta performer japonesa, conhecida por seus trajes estranhos, estava fazendo um show na cidade de Sabae em 2007, quando seu show transformou em um espetáculo de horror. Tenko entrou em uma caixa onde ela era espetada por várias espadas, pelo menos em teoria.
Infelizmente, certo dia o truque não deu certo. As espadas acabaram quebrando várias costelas e sua bochecha. Por incrível que pareça, a princesa terminou sua apresentação antes de procurar atendimento médico.

publicidade

3. JOE BURRUS E TRUQUE DO CIMENTO.

5 Vezes que a mágica terminou em tragédia
Comparando-se Ao famoso Harry Houdini, Joseph Burrus organizou um espetáculo na noite de Halloween, em 1990, onde ele iria fugir em um caixão de vidro que seria enterrado com nove toneladas de terra e cimento. O truque foi feito no Family Fun Center em Fresno, Califórnia.
Depois de ser enterrado, seus assistentes descarregaram um caminhão de cimento sob o local do enterro. O cimento esmagou o caixão e fez o mágico sufocar. Foi uma homenagem mórbida para Houdini: ele também morreu na noite de Halloween.

4. GENESTA E O GALÃO DE LEITE.

5 Vezes que a mágica terminou em tragédia
Um dos grandes truques de Houdini era o de escapar de dentro de um galão de leite. Royden Joseph Gilbert de la Raison Genesta, ou simplesmente “Genesta”, estava entre as pessoas que tentaram imitar o truque de Houdini. Ele fez sua performance em 1930.
O segredo do truque era que o gargalo do recipiente poderia sair, por isso o bloqueio da tampa fazia pouca diferença. O que Genesta não percebeu é que um dos adereços para o truque tinham sido esquecidos. Isso levou a morte do mágico.

5. GEORGE LALONDE E A AUDIÊNCIA.

5 Vezes que a mágica terminou em tragédia
A maioria das pessoas considera uma ilusão, apenas uma ilusão. Mas Henry Howard, não é uma dessas pessoas, ele estava sentado na platéia de um show de mágica em Montreal no ano 1936, ele simplesmente teve um ataque quando o mágico George Lalonde “partiu sua assistente ao meio”.
Howard correu pelo palco, pegou uma espada, e enfiou no pescoço de Lalonde o que ele entendeu como um ato de heroísmo. Lalonde sobreviveu, enquanto Howard disse à polícia que “não podia suportar ver uma mulher ser partida ao meio sem fazer nada”.

Fonte: Ultra Curioso