domingo, 25 de fevereiro de 2018

10 fronteiras secretas que você desconhece


As fronteiras definem onde um país termina e outro começa. Porém, na prática, nem sempre é assim. Há vários países que estão situados secretamente dentro de outros países ou possuem características bem estranhas.

1 – San Marino

A República de São Marino é um país montanhoso cercado pela Itália. É o quinto menor país do mundo e o terceiro menor da Europa. A paisagem montanhosa de São Marino e as antigas ruas e edifícios europeus clássicos criam um visual único no local. Sua população é estimada em 30.000 habitantes e sua capital é a Cidade de San Marino.

2 – Lesoto

O minúsculo país chamado Lesoto, que está situado na África do Sul, não é tão desconhecido assim. O Lesoto possui uma população estimada em 2 milhões de pessoas e é membro das Nações Unidas. É um dos 3 países da África que é governado por um rei, sendo bastante dependente da África do Sul. É um país montanhoso e sem saída para o mar.

3 – Oblast de Kaliningrado

Oblast de Kaliningrado tem cerca de 968 mil habitantes. É uma pequena região imprensada entre a Polônia e a Lituânia, no Mar Báltico. Por boa parte de sua história, Kaliningrado foi predominantemente da Alemanha, mas hoje pertence à Rússia. Foi cortado quando a União Soviética entrou em colapso, após a Segunda Guerra Mundial. A localização incomum e mistura de prédios da era alemã com a arquitetura soviética fazem de Kaliningrado um lugar bastante curioso.

4 – Gibraltar

Gilbraltar é um pequeno pedaço de terra no final da Espanha, que na verdade não é da Espanha – Gibraltar pertence ao Reino Unido. O território da cidade é tão pequeno que a estrada em Gibraltar é fechada sempre que um avião aterrissa no aeroporto, pois a estrada é a própria pista! A população de Gilbratar é estimada em 32 mil habitantes. Qualquer um pode se casar na cidade com apenas um aviso na véspera, sem burocracia, e o casamento será reconhecido no mundo todo. John Lennon e Yoko Ono usaram Gibraltar para sua “fuga matrimonial”.

5 – Melilla e Ceuta

Melilla e Ceuta são duas cidades espanholas que compartilham uma fronteira com Marrocos e estão localizadas na costa norte da África. Ambas as cidades costumavam ser pontos militares e comerciais que ligavam a Europa à África. Os habitantes de lá agora podem fazer compras sem impostos.

6 – Campione d’Italia

Campione d’Italia é um enclave italiano em território suíço, com cerca de 2279 habitantes. Por lá é possível usar euros ou francos suíços e enviar um e-mail usando um código postal italiano ou suíço. Se alguém precisar da polícia, é só ligar para a Itália, mas se precisar de um bombeiro ou de uma ambulância, é só pedir aos suíços. As compras não possuem impostos e as leis para jogos de azar são menos severas que na Itália ou na Suíça.

7 – Point Roberts, Washington

A minúscula península de Point Roberts é uma pequena parte dos Estados Unidos que pode ser alcançada apenas pelo Canadá. Isso aconteceu por acaso – quando o tratado da fronteira EUA-Canadá foi assinado, em 1846, ninguém percebeu que uma linha cortava a península ao meio.

8 – Baarle-Hertog e Baarle-Nassau

Duas municipalidades dividem Baarle entre Bélgica e a Holanda. Na hora de procurar a fronteira… bem, há 26 pedaços da Bélgica e da Holanda espalhados pela cidade. Prédios são simplesmente separados pela metade, e podemos encontrar um pouco da Bélgica no meio de um distrito holandês e vice-versa. Impostos nos dois países são diferentes, provando que é tudo bem bagunçado.

9 – Nahwa

Nahwa é um contraenclave dos Emirados Árabes Unidos situado no interior do enclave de Madha, que, por sua vez, pertence ao Omã. Que mundo confuso, não é mesmo?

10 – Dahala Khagrabari

Dahala Khagrabari era uma pequena parte da Índia, dentro de uma pequena parte de Bangladesh … Bangladesh tinha 106 partes da Índia dentro do país, e a Índia tinha 92 pedaços do Bangladesh. Em 2015, ambos países assinaram um tratado para trocar enclaves que acabaram com uma anomalia territorial de séculos.


Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post