segunda-feira, 30 de abril de 2018

Maneiras de sobreviver a um ataque de animais ferozes


Houve uma época em que os animais selvagens eram uma preocupação frequente para os humanos. Os animais sempre apresentaram uma relação em cadeia e, durante um certo período, os humanos fizeram parte dela de forma ativa. As teias alimentares são compostas por uma sequência de consumidores e se quanto mais a baixo você está nessa linha mas perigo você corre. Apesar de estarmos em uma condição estável atualmente, na qual esses animais não são um problema eminente, isso não significa que sempre será assim.
Já ouvimos relatos de animais selvagens que invadiram cidades devido seu habitat estar sendo afetado. E, já que isso continua aumentando, a tendencia é que isso volte a acontecer. Em outras palavras, acreditar que estamos livres do perigo apresentado por animais selvagens é um erro. Se, em algum momento, você se deparar com eles é bom que saiba como se defender. Caso contrário sua vida correrá sérios riscos. Por isso, montamos essa lista com maneiras de se defender de ataques animais. Principalmente se você é do tipo que gosta de ambientes naturais, trilhas e acampamentos.

Atitudes a tomar

1 -Conheça o ambiente

Quando se está indo para um ambiente natural, onde você pode facilmente se tornar uma presa, é bom ter certa noção do que poderá enfrentar. Procure saber que tipos de animais perigosos vivem lá e assim poderá se proteger adequadamente.

2 - Se cubra bem

Ao adentrar em florestas onde haja o perigo de se deparar com cobras, por exemplo, uma boa dica é ir o mais coberto possível. Use calças longas, botas ou tênis e blusas ou camisas de manga comprida. Isso pode evitar um ataque ou pelo menos diminuir a sua incidência.

3 - Tenha itens de proteção

Por mais que não seja aconselhável entrar na briga com qualquer animal que seja, em último caso, é preciso ter recursos para se defender. Carregue sempre uma faca com você nesse tipo de atividade. Além disso, spray de pimenta e varas também podem ajudar muito na sua defesa.
A vara pode ser usada para se defender de cobras ao afastá-la, mas é bom ter uma boa mira para isso. Já o spray de pimenta pode ser usado para fazer com que animais maiores se afastem. Dispositivos sonoros, como buzinas, também podem surtir esse efeito em animais como leões e ursos, fazendo com que eles se distanciem.

4 - Mantenha o contato visual

Mesmo que o seus instinto primitivo te mande correr em situações como essa é bom manter o controle e não virar as costas para o animal. Você pode estar morrendo de medo por dentro mas tem que parecer confiante por fora. Encare o animal e se afaste lentamente, andando de costas sem tirar os olhos dele. Isso estabelecerá uma distância mais segura entre vocês. Além disso esses animais costumam preferir atacar sua presa de surpresa, tornando esse situação não muito agradável para eles. Ele provavelmente irá desistir do ataque. A regra também pode ser aplicada a tubarões.

5 - Pareça ameaçador

Muitos animais, como os leões, preferem não entrar em um ataque quando o outro animal parece disposto a brigar. Eles preferem presas fáceis, por isso é bom não parecer uma. Faça barulho e movimentos ofensivos, mas mantenha-se distante. Isso inclui gritos e outros sons que possa fazer.

6 - Use as roupas a seu favor

Tudo que estiver a seu alcance pode ser usado como "parte" de você. Use blusas, por exemplo, para te deixar maior ou criar características diferentes em você, dando a ilusão de ser maior ou possuir asas. Assim os animais selvagens de grande porte se sentiram ameaçados e não o enfrentarão.

7 - Use pedras

Se o seu comportamento aparentemente ameaçador não surtir efeito, nem o olhar firme, procure coisas que possam ser usadas para atacá-lo. Por mais que isso pareça estar chamando o animal para a briga, na verdade irá afastá-lo. Use o que tiver por perto, preferencialmente pedras.

8 - Atinja seus pontos fracos

Caso nenhuma dessas coisas impeça um ataque do animal é bom ter estratégias para compensar a sua fraqueza. Os humanos não possuem características físicas mortais. Não temos dentes afiados nem a força e resistência de um animal selvagem. Tudo o que podem usar para saírem vivo dessa são algumas estratégias.
Quando ele vier em sua direção coloque os braços na sua frente como forma de defesa. Deixe que ele ataque o seu braço "fraco", mantendo ele distante e ocupado. Depois atinja seus pontos fracos. Ataque o focinho do animal, e os olhos se possível. Isso fará com que ele se afaste por um tempo e essa será a sua chance de fugir. Isso serve tanto para animais da floresta, como os leões, até predadores aquáticos como jacarés e tubarões - no caso desses ataque também suas brânquias.

O que não fazer

9 - Não corra

Como falamos em partes de alguns tópicos anteriores não é bom demonstrar medo. Correr é a maior evidência disso e você não deve fazê-lo. Os animais selvagens são extremamente ágeis e você não ganhará deles em uma corrida. Siga as instruções anteriores e não se desespere.

10 - Não finja de morto

Por mais que alguns filmes mostrem pessoas se fingindo de morta e saindo ilesas de ataques animais isso não é verdade quando se trata de felinos. Isso te faz uma presa ainda mais fácil e eles irão atacar para se alimentar. Eles sentem o seu cheiro e se ele permanece bom, não tem porque eles não aproveitarem essa grande e fácil oportunidade.

Exceções (Lobos)

11 - Não olhe nos olhos

Muitos dos pontos abordados não devem ser aplicados quando se tratam de lobos. Eles não gostam de ser provocados e caso isso aconteça certamente atacarão. Para que isso não aconteça é bom que se lembre dessa exceção. Não os encare ou faça movimentos bruscos e ofensivos, simulando ataques.

12 - Pareça inofensivo

Faça movimentos lentos e inofensivos. Abaixe a cabeça sem olhar para ele diretamente. Se curve ou baixe a parte inferior do corpo de forma que pareça menor e, consequentemente, não seja visto como uma ameaça. Se você não o provocar, ele não tenderá a te atacar.

Exceção (Ursos)

13 - Finja-se de morto

Quando se trata de ursos, por mais que seja uma restrição em outros casos, fingir de morto pode ser uma boa saída. Ele não tenderá a atacar um alvo morto e inofensivo. Ursos atacam em situações de risco nos quais eles ou seus filhotes podem estar em perigo.
É bom lembrar que existem casos e casos, por isso é bom se lembrar das exceções. Conheça o animal com o qual se deparou e assim terá mais chances de sobreviver a ele. Essas dicas podem te ajudar de uma forma geral em situações de risco. O que acharam?


Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO PORTAL VÍDEO