terça-feira, 21 de janeiro de 2020

10 cobras para animais de estimação


Navegando pela internet encontrei uma lista super legal.
Hoje em dia animais de estimação exóticos estão cada vez mais comuns nas casas brasileiras, e a cobra é pra lá de exótica não é mesmo?!
Pra quem gosta de cobra listamos 10 cobras para animais de estimação.
Dá só uma olhada!

1 – Milho´

Animais de estimação exóticos

É umas das mais populares cobras de estimação. Muito dócil e fácil de manusear com uma variedade enorme de cores. Não passa de 120 cm e você não precisa comprar um grande terrário. Sua reprodução é muito fácil. Sendo um animal de sangue frio precisa de calor e iluminação especial para uma boa qualidade de vida, o que facilita o seu sistema digestivo. Ela consome muita água, sendo recomendado deixar uma vasilha com bastante volume à disposição. A temperatura e a umidade devem variar de 23 a 30º C.

2 – Real Californiana

Animais de estimação exóticos

Consegue ser mais dócil que a milho, sendo excelente para o manuseio na fase adulta. É um pouco temperamental quando filhote e não pensa duas vezes em morder, caso se sentir ameaçada. É uma cobra terrestre, embora utilize muito os galhos ou os troncos do terrário. Pode atingir o tamanho de 150 cm, sendo resistente as mudanças abruptas de temperaturas. Não pode conviver com outra serpente, pois ela pode comer a companheira mesmo sendo da sua espécie. Apresenta a mesma largura em quase todo o corpo, sendo a cabeça pouco mais larga do que o pescoço. Pode ser encontrada em diversas cores alternando de preto ou castanho com branco ou amarelo.

3 – Real Mexicana

Animais de estimação exóticos

Parente da Californiana é uma serpente mais tímida permanecendo escondida grande parte do tempo. Quando adulta é de cor totalmente negra apresentando escamas brancas ou amarelas na juventude. Também pode chegar até 150 cm, não sendo recomendado sua convivência com outra cobra, pois ela também costuma comer a companhia. Como ela gosta de se esconder é fundamental que o terrário apresente bastante apetrechos evitando que ela sofra algum tipo de stress.

4 – Falsa Coral ou Leite

Animais de estimação exóticos

Ao contrário da versão venenosa, cujo líquido é letal, esta serpente é dócil e de difícil manuseio devido ao fato de escorregar bastante. De manhã e a tarde gosta de se esconder, sendo extremamente ativa a noite. Com tons vermelho e preto, o seu terrário deve ter o dobro do comprimento do animal e a metade do seu tamanho em altura. Fique atento aos escapes, pois ela entra facilmente em lacunas ou buracos. Como adora se enterrar, seu habitat necessita de uma periódica limpeza e higienização.

5 – Boa Rosada

Animais de estimação exóticos

Este nome é em razão da coloração rosa ou salmão, com listras de outras cores que torna a estética desta serpente deslumbrante. Sua beleza misturada com sua docilidade transformaram a Boa Rosada numa das espécies mais populares para o ambiente doméstico. Geralmente são de pequeno a médio porte não atingindo mais que 110 cm. Em uma temperatura adequada do terrário, ela pode ficar muitas horas em atividade, principalmente se o ambiente estiver quente. Em espaços mais frios ela curte ficar mais quieta e procura se esconder. Mesmo agredida não costuma morder rolando em uma bola compacta com a cabeça no centro.

6 – Gopher

Animais de estimação exóticos

É uma das espécies mais fáceis de se adquirir podendo atingir o tamanho de mais de 200 cm de comprimento. Em seu terrário, a colocação de uma iluminação especial é essencial para sua sobrevivência, sendo importante a presença de uma tigela de água. Possui uma cor baixa que varia do amarelo ao marrom escuro e tem uma coloração cinzenta nos lados dos corpos. É uma serpente manchada com pontos marrom escuro incluindo ao lado do corpo duas ou três linhas de manchas pretas e castanhas alternadas. 

7 – Píton Real ou Bola

Animais de estimação exóticos

É a espécie Píton entre as mais pequenas no mundo, sendo uma cobra tímida e reservada por natureza. Necessita de muita umidade em seu terrário, pois são nativas da África. Um filhote de píton saudável troca de pele com mais frequência que o adulto. Aproximadamente uma semana antes da troca, os olhos da cobra se desbotarão. A pele vai adquirir um tom acinzentado e opaco e os olhos podem ficar azulados. As cores vão começar a voltar ao normal de 2 a 36 horas e depois disto a troca de pele começará. Podem sobreviver por 30 anos e ficam enormes períodos sem alimentação. Isto exige uma constante verificação de sua coloração e viscosidade. No caso de qualquer alteração, o tutor deve consultar imediatamente o veterinário.

8 – Papagaio

Animais de estimação exóticos


Nativa da Floresta Amazônica pode alcançar cerca de 2 metros de comprimento, necessitando assim, de um bom espaço dando prioridade à altura. Abrange um dorso verde com barras transversais branco-amareladas e região ventral amarela, mas podem ser encontrada na coloração verde ou também com pigmentações pretas. Os filhotes apresentam uma coloração avermelhada. Suas atividades são noturnas. Com dentição áglifa inclui grandes presas, cuja mordida é bastante dolorida. Sua reprodução em cativeiro é extremamente rara.

9 – Caninana

Animais de estimação exóticos

É uma das serpentes mais rápidas do planeta podendo atingir até 2,5 metros de comprimento. Quando fica agressiva costuma inflar a região atrás da cabeça e dá botes para sua defesa. Sua cor básica é preta com manchas amarelas que podem formar crossbands. A ponta do focinho é amarela. Os escudos de cabeça podem ser principalmente amarelo, ou na maior parte preto com uma combinação de amarelo e preto, mas as suturas entre os protetores são sempre pretas. O corpo é relativamente delgado e um pouco comprimido lateralmente. A cabeça é distinta do pescoço. O olho é moderado em tamanho com uma pupila redonda. 

10 – Jiboia

Animais de estimação exóticos

Depois da sucuri é a cobra mais famosa do Brasil necessitando de um espaço considerável para ser criada, pois pode atingir até 4 metros de comprimento. Seus hábitos são noturnos e o terrário tem que contar com um termostato regulado em temperaturas que variam de 25° a 30°. Seu espaço tem que apresentar bastante areia para reter fezes e urina. Apesar não ser venenosa sua mordida é muito dolorosa em razão das presas. É suscetível a uma grande variedade doenças causadas por vírus, bactérias, parasitas, fungos, protozoários, ácaros e carrapatos. Os sintomas são febre, boca semiaberta, dificuldade respiratória e hemorragia na boca.
Fonte: Pet Lovers

Portal Vídeo - Compartilhe com os seus amigos!

Portal Vídeo no Facebook!
Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post