segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Como adaptar um novo animal em casa


Navegando pela internet encontrei uma dica super bacana, saiba alguns truques para adaptar seu novo animalzinho em casa. Essas dicas achei no GATINHARIA confira abaixo:

Como adaptar um novo animal em casa


1) Caixa de areia e alimentação
Durante o processo de adaptação, é importante que você espalhe caixas de areia pela casa. Os gatos tem a tendência de estranharem o cheiro do outro gato em sua caixinha e ficarem bastante estressados, prendendo suas necessidades e às vezes até fazendo em lugares impróprios. O mesmo ocorre com a comida, pois os gatos possuem glândulas perto dos lábios que produzem seu cheiro característico, delimitando seu território ( e é por isso que eles vivem esfregando as bochechas nas coisas ). Por isso, pelo menos durante a fase de adaptação, espalhe potinhos de ração em diferentes locais, areias e potes de água. Garanta que seus bichos estão fazendo suas necessidades básicas, isso é o ponto inicial da adaptação.

2) Quartos separados
Não é bacana que os gatos fiquem presos em cômodos pequenos e separados, mas durante o processo de adaptação de felinos, isso pode ser usado como um aliado. Colocar os bichos em cômodos diferentes é bom, pois assim, o cheiro deles ficara por todo o cômodo. Depois, troque os animais de ambiente, alternando o quarto para que se acostumem com o cheiro um do outro. Procure fazer isso quando os gatos forem ficar sozinhos em casa, pois assim, quando você estiver em casa, pode deixá-los soltos e supervisioná-los.

3) Juntando os felinos
No processo de adaptação, é natural que ocorram brigas. Evite obrigar os animais a ficarem perto um do outro, mas procure colocá-los no mesmo ambiente com sua supervisão. É legal também divertir os gatinhos com brinquedos, alguns petiscos (eu recomendo fortemente peito de peru, eles adoram) para que eles associem a presença um do outro à algo bom. 

4) Medo
Se o seu gato não consegue confiar em seu novo amigo não importa o que você faça, não obrigue ele a ficar perto do outro animal. Obrigar o gato a fazer algo que ele não quer é um grande erro que pode impedir pra sempre do seu gato querer se aproximar do outro. Cada gato tem seu tempo, a minha, por exemplo, demorou uns três meses para se acostumar ao meu novo gato. Já o meu gato mais velho, em dois dias estava feliz da vida brincando com o novo amigo. Procure SEMPRE garantir as necessidades básicas do seu animal. Se ocorrer qualquer alteração no apetite, no sono, se o pêlo parecer ensebado ou ele parecer triste, agressivo ou diferente demais, LEVE-O A UM VETERINÁRIO. Minha gata teve depressão por conta da chegada de um novo gato aqui em casa, mas com o tratamento certo, tudo ficou bem e os dois convivem numa boa.

5) Odores
Passar essência de baunilha nos gatinhos pode ajudar a mascarar o cheiro um do outro. Assim, se ele reconhecer o cheiro do outro amiguinho como o cheiro dele mesmo, perceberá que esse intruso é inofensivo. Esse truque eu aprendi com uma gateira aqui da internet mesmo, que inclusive, consultou uma veterinária para saber se podia fazer isso e a veterinária disse que não havia problema.

6) Acarinhar, brincar, amar
São as três coisas essenciais para fazer com gatinhos em adaptação. Aperte, esmague, penteie, amasse e dê todo carinho do mundo para ambos enquanto estiverem em sua presença. Tanto juntos, quanto separados. Assim, perceberão que o lugarzinho no seu coração que é deles, nunca será tomado por ninguém. Fora que, associando o novo companheiro a coisas boas como carinho, eles se sentirão mais confortáveis. Pentear os gatos juntos pode ser uma boa ideia. Trocar os paninhos de dormir dos gatos um pelo do outro também é bom.

Portal Vídeo - Compartilhe com os seus amigos!

Portal Vídeo no Facebook!
Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post